sexta-feira, 23 de agosto de 2019

AAFBB em FOCO - 23.08.2019


Caros Companheiros,

Dia 21.08.2019, celebrou-se o almoço mensal da AAFBB.

Foi um encontro pródigo em novidades e boas notícias.

O tempo estava frio e chuvoso e, por isso, pensei que poucos companheiros comparecessem.

Mas, ao contrário de minhas previsões, o saguão no 10º andar, ficou completamente cheio.

Cheguei cedo na AAFBB em razão de vários assuntos para resolver, e fui direto para o CODEL.

Primeiramente, fui conversar com o MÁRIO BASTOS 
                                     

sobre alguns assuntos pessoais.

Também quis trocar ideias com o JOSÉ ODILON GAMA DA SILVA
                                     

sobre uma viagem que ele fez, mas ele se encontrava em uma reunião.

Em seguida, falei com a CÉLIA LARÍCHIA 
                                     

sobre um assunto que tinha abordado com ela anteriormente; ela aproveitou o ensejo para me informar que o Conselheiro LUÍS EDUARDO MACIEL tinha sido nomeado como novo Representante da AAFBB no Rio de Janeiro, no lugar do meu saudoso amigo NELSON LEAL.
                                     

Eu e o NELSON LEAL tínhamos opiniões políticas divergentes, mas nossa pauta de conversas era agradável e se centrava em assuntos da AAFBB, “causos do BB”, muitas piadas e “estórias da vida”. 

Na gozação, eu o chamava de “meu comuna predileto” e, ele a mim, de “amigo reacionário”, em meio a boas gargalhadas. 

Ainda sinto muita falta desse querido amigo e, desde sua passagem para o andar de cima, sempre que chegava na AAFBB, pedia ao ascensorista para me levar ao 11º andar, pois eu ía “conversar com meu amigo NELSON LEAL”.

O WALDYR ARGENTO
                                     
                                     
 me acompanhou até o 11º andar, onde fica o Espaço dos Aposentados, para me apresentar ao   LUÍS EDUARDO MACIEL.

Eu já o admirava   por seus esclarecedores apartes nos encontros dos conselheiros do CODEL.

É uma pessoa amigável, comunicativa, culta e participativa.

Atuou em diversas posições de relevância no BB, é professor universitário, e tem um domínio aprofundado de economia, administração de empresas, previdência social, BB, PREVI, CASSI e demais assuntos correlatos à nossa categoria.

Mal chegou ao espaço dos aposentados e já começou a fazer reformas.

O ambiente está com obras por todos os lados.

Conversou comigo sobre os diversos planos e projetos que vai implantar em sua administração.

Entre esses, pretende, o mais breve possível, reativar o salão de sinuca e promover um campeonato de alto nível. Pessoalmente, estou ansioso por ver esse projeto concretizado pois, na juventude, fui um apaixonado por sinuca.

LUIS EDUARDO MACIEL está cheio de energia, sonhos e disposição para as inúmeras mudanças que se propõe a fazer na Representação do Rio de Janeiro.

Gosto de gente entusiasmada, feliz e vibrante como o LUIS EDUARDO MACIEL.

Quando eu disse que ficaria satisfeito se ele concretizasse pelo menos parte de seus diversificados planos, me respondeu que eu não o conhecia, mas que podia ter certeza que ele não me decepcionaria, e que iria fazer muito mais do que ele próprio desejava naquele momento.

Parabenizo a AAFBB pela feliz escolha de LUIS EDUARDO MACIEL.

Desejo-lhe integral sucesso em sua nova missão e coloco este blog à sua inteira disposição para colaborar na consecução de seus nobres objetivos.

Depois fui me encontrar com a companheira RENÉE NOGUEIRA, advogada e diretora que atua na Vice-Presidência de Assistência aos Associados e Representações – VIPAR, que fica no 4º andar do prédio da AAFBB, para ser incluído na causa de restituição do ICMS nas contas de energia elétrica (LIGHT).

A RENÉE NOGUEIRA é uma profissional atenciosa, eficiente e que conhece a fundo a matéria.

Ela me informou que, para participar da ação, basta apresentar cópias das  3 (três) últimas contas de energia e cópia da identidade.

A própria AAFBB se encarrega de obter junto à LIGHT as informações complementares sobre os valores das cotas anteriores de energia.

Recomendo a todos que entrem nessa causa, pois ela já rendeu bons caraminguás para muitos colegas.

Depois de todos esses encontros e compromissos, fui almoçar acompanhado do meu atual grande amigo e ex-chefe na CACEX, MÁRIO DE OLIVEIRA BASTOS.

À certa altura do  repasto, regado a bom vinho – TUDO PAGO POR CADA CONVIVA, FRISO!! – fui chamado pelo  JOSÉ MAURO MARTINS CORDEIRO, 
                                     

que chefia o VISEB (área de seguros)  na AAFBB, e que   também é meu dileto amigo,     guia  e orientador para resolver “pepinos” na área de seguros, segurança bancária, investimentos, etc, etc. 

O homem sabe de tudo e a fundo.

E se prontifica a ajudar a todos.

Outro dia, quando o abordei sobre uma cobrança irregular no meu cartão de crédito (aliás, sou vítima frequente desse golpe), ele me orientou a apagar o código de segurança de três números no verso do cartão, e anotar esse código em separado.

Quando cheguei em casa, fiz isso de imediato, pois tenho amigos que já tiveram os cartões furtados e os gatunos fizeram diversas compras utilizando-se do código de segurança.

Agora, nas palavras do JOSÉ MAURO, se eu tiver o cartão roubado, não corro mais qualquer risco, e posso sair por aí tranquilo, cantando e assobiando, como GENE KELLY, em “Singing in the Rain”.

O JOSÉ MAURO veio me solicitar  que eu noticiasse neste blog,  o lançamento pela AAFBB do novo seguro  (funeral) no valor mensal, pasmem, de SOMENTE R$ 2,94 (isso mesmo, dois reais e noventa e quatro centavos!!) por mês, que dá direito a uma cobertura de R$ 7.000,00, extensivo a todos os familiares, aí incluídos o titular, esposa, filhos menores, pai e mãe do titular.

É inacreditável esse preço. Ainda quero conversar com ele como conseguiram essa pechincha.

Para que façam uma comparação de custos, um amigo meu fez um seguro funeral pelo  qual paga  a  importância de R$ 62,75 por mês, que dá   direito   a    uma    cobertura    de    apenas 
R$ 3.000,00.

Então, caros companheiros, não percam tempo e procurem rapidinho o JOSÉ MAURO, no 6º andar da AAFBB, e façam o seguro funeral de imediato, antes que a seguradora se arrependa!!

Outra pessoa da área do JOSÉ MAURO, que quero conhecer pessoalmente é o LUIZ PEDRO DA SILVA GUEDES VARGUES, que trabalha no Setor de Sinistro e Pecúlio (SELIQ).

O LUIZ PEDRO é admirável pela presteza, cortesia e atenção com que atende os associados e presta informações pertinentes à sua área.

Tive a satisfação de ser atendido por ele várias vezes.

O almoço teve de entrada, uma deliciosa salada de batatas gratinada e o prato principal foi arroz de brócolis e carne assada com molho de madeira e champignon.

Pela primeira vez, faço um pequeno reparo sobre o almoço, que foi a escassez do molho de madeira e de champignon.

A carne estava macia, mas sem molho suficiente, ficou sem gosto.

Aliás, o segredo da cozinha francesa são os molhos.

A sobremesa foi salada de frutas com sorvete. Uma delícia.

Tudo regado com vinhos tinto e branco e outras bebidas.

Como havia outros encontros dos quais participariam os dirigentes da AAFBB, a Presidente do CADMI, LORENI DE SENGER 
tomou a palavra e fez uma exposição rápida das novidades em relação aos assuntos de nossa área.
                                        
Falou das difíceis conversações que se desenvolvem entre os componentes da Mesa de Negociações para encontrar uma saída para resolver  a carência financeira em que se encontra a CASSI, ainda mais considerando-se que em dezembro se esgota o prazo do Memorando de Entendimentos, quando o BB cessará de repassar R$  23 milhões por mês, e também deverá acabar nossa contribuição de 1% mensal, conforme estabelecido naquele acordo.

A partir de janeiro, com R$ 50 milhões a menos de receita, a CASSI terá de encontrar uma solução viável para resolver sua situação financeira, sob pena da ANS tomar as providências cabíveis previstas na legislação para resolver o problema.

LORENI DE SENGER, embora não quisesse dramatizar a situação, teve de ser objetiva e sincera em relação ao assunto.

Chegou a abordar os artigos 43 a 46, e 83 do Estatuto da CASSI, e a Resolução Normativa (RN) 393 e o PEONA (Provisão para Eventos Ocorridos e não Avisados) da ANS, que abordam dispositivos legais a respeito da metodologia atuarial para operadoras de grande porte.

Em seguida, falou sobre a boa novidade na área de seguros que é o aditivo à apólice 646449, destinada aos novos seguros de vida, para receber em vida o equivalente a 50% do seguro contratado, com limite máximo de R$ 100.000,00 para o resgate. 

Em verdade essa alteração pode ser classificada como um novo seguro.

No final, LORENI DE SENGER discorreu sobre a sede campestre em Xerém e ressaltou que muitas mudanças estão sendo introduzidas e vários eventos estão planejados com o intuito de promover a frequência dos associados. 

Quando elogiei essas iniciativas, ela quase que me intimou a comparecer em Xerém. 

De fato, eu enalteço muito a sede campestre, mas pouco tenho ido  lá.

Para não alongar sua saída, deixei de dizer que tenho outros compromissos de ordem social aqui no Rio nos fins de semana, mas estou planejando ir a Xerém em um próximo evento.

Fui direto para o Espaço dos Aposentados no 11º andar.

A “galera” – umas 15 pessoas - estava toda lá em volta do Portal, que estava com toda a corda e contava uma piada após a outra.

Ainda consegui ouvir a piada do garçom que metia o dedo na comida do cliente. 

Essa foi demais. Fiquei com o estômago doendo de tanto rir.

Caro LUIZ EDUARDO MACIEL, vá se acostumando!!  

O Espaço dos Aposentados tem figuras fora de série.

É um lugar sensacional.

Por isso é que  sempre vou lá.

Boa Leitura!!

Grande Abraço em Todos

ADAÍ  ROSEMBAK

Associado da AAFBB, ANABB e ANAPLAB

34 comentários:

  1. Caro colega,
    Gostei de seu relato, embora não veja saída fácil para a situação da CASSI.
    De resto li tudo e adorei.
    Na primeira folga, irei falar com o tal de José Mauro e fazer meu segurinho de R$ 2,94.
    Repita a dose. Continue a escrever

    ResponderExcluir
  2. Aceitam idoso de 93 anos nesse seguro funeral?
    Edgardo Amorim Rego

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Edgardo Amorim Rego,

      Embora não seja eu que operacionalize o sistema, se você é aposentado e está em dia com suas obrigações, não enxergo óbices.
      Consulte ou vá diretamente à AAFBB para resolver sua demanda.

      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
  3. Caro Anônimo,

    Grato pelo seu elogio ao blog.
    Também não vejo saída fácil para a CASSI.
    Vá vejo o José Mauro. Ele é atencioso e vai lhe apresentar as melhores opções.

    Abraços

    Adaí Rosembak

    ResponderExcluir
  4. Adai e amigos,
    Que situação estamos nos em relação à Cassi.
    Tudo porque em momento anterior abrimos mão da perpetuidade da Cassi,
    Agora, não adianta chorar. E você sabe de uma coisa: será que haverá negociação?
    Temo que não, Este silêncio me da arrepios.
    E se o patrocinador estiver esperando dezembro e a Cassi ser declarada insolvente.
    Não é nenhum absurdo visto que o governo deseja privatizar o BB e precificar o passivo Cassi facilitaria o negócio, ou seja, haveria um incremento de 4,5% no valor de nossa aposentadoria e ponto final.
    Você que tem muitos contatos, o que me diz?
    Nessa altura do campeonato to topando o que antes era intocável.
    Celio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo ou Unknown,

      Concordo inteiramente com você.
      Já poderíamos ter resolvido esse assunto de forma mais vantajosa do que poderemos resolver doravante depois da entrada da ANS no assunto.
      Também estou com você e me pergunto: será que teremos negociações?
      Isso me faz tremer.
      Mas isso parece que não abala muita gente.
      Estão todos alegres e felizes como se não existisse amanhã.
      Não sou da administração da CASSI embora procure acompanhar tudo de forma atenta e realista.
      Acho que nos arrependeremos amargamente de abdicarmos de aceitar a perpetuidade da CASSI.
      Agora é esperar para ver o que vem por aí.

      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
  5. Luis Eduardo Maciel26 de agosto de 2019 15:41

    meu caro amigo ADAÍ meu agradecimento a toda sua matéria.
    Conte sempre comigo. Em primeiro lugar sempre CASSI e PREVI independente de qualquer partido ou ideologia política.
    Tem foto minha no meu perfil do facebook no qual voce já faz parte dos meus ilustres amigos.
    Grande abraço
    Luís Eduardo Maciel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Luis Eduardo Maciel,

      Irei no Facebook procurar sua foto.
      Abração

      Adaí Rosembak

      Excluir
  6. Colega Adaí,

    Gostei muito de sua explanação sobre o dia do Almoço de Confraternização aqui na Associação.

    Você escreve com graça e leveza. É muito interessante.

    Tenho lido o seu blog, que me é repassado pelo Carlos Fernando, nosso querido Café.

    Quanto a foto, só tenho no meu gmail (que é meu e-mail particular). Vou mandar uma mensagem dele, mas não sei se você vai conseguir capturá-la.

    abraço, Renée

    ResponderExcluir
  7. Blogueiro,

    O senhor sempre aborda esses almoços na AAFBB. Mas isso é só para associado que mora no Rio. E os dos outros extratos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo,

      Nas cidades onde a AAFBB tem representações também são promovidos encontros e festividades locais e isso é sempre noticiado no site da associação e em sua revista. Penso que você tenha se equivocado e, em lugar de extratos, quis dizer estados. Estou certo?

      Excluir
  8. Caro amigo,

    Vocês falam muito nessa sede em Xerém. O site da AAFBB sempre fala em encontros, disputas desportivas e festas lá. É boa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo,

      A AAFBB em Xerém é um lugar tranquilo e agradável. É para relaxar. O ideal é ir de carro.
      A administração da AAFBB vem se esforçando para tomar medidas efetivas para sanar a situação financeira dessa sede campestre.
      Essa é minha visão.

      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
  9. Amigo,

    Quando fui ao Rio, fui à AAFBB. É um lugar acolhedor. É um ponto de encontro. A associação poderia fazer mais divulgação desse espaço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo,

      Como disse na resposta ao comentário anterior, existem muitas medidas em andamento com vistas a melhorar a administração da sede campestre.
      Foram contratados dois administradores profissionais egressos do ramo de hotelaria.
      Penso que essa visão profissional vá trazer frutos. Mas temos de esperar pelos resultados.

      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
  10. Adai,
    Eu ainda não tinha visto a nota que a Cassi disponibilizou na semana anterior ao dia 20 de agosto.
    Adai, a coisa está pior do que eu imaginava.
    Na nota a Cassi informa que nas 2 votações ocorridas em 2019 o BB participaria com 4,5% sobre os valores que recebiam o pessoal da ativa e aposentados e só.
    Então, espero quero os gestores da. Cassi estejam debruçados em cima de propostas onde o BB entre com 4,5%.
    Então, a solução que vejo, além de manter a coparticipação, é elevar o nosso percentual de contribuição.
    O problema é aquela pessoa que não tem condições financeiras de arcar com o incremento na Cassi.
    Então, neste caso a solução seria pedir desligamento da Cassi. E o percentual de 4,5%, continuaria ser creditado conta da Cassi?
    Vejo um caso bem complicado e urgente. Ha muitas dúvidas no ar.
    Celio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Célio,

      Você tem absoluta razão em tudo que expôs.
      Na minha modesta visão não enxergo medidas efetivas a longo prazo se continuar esse descompasso entre inflação de planos de saúde (em torno de 19,9%) e reajustes de benefícios e aumentos salariais que ficam muito aquém.
      Penso que o percentual de 4,5% continuará a ser creditado.
      Mas isso não será suficiente para equilibrar o sistema.
      Essa é minha visão.

      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
  11. ...] A queda da bolsa a 96.000 pontos e o dólar à 4,15 é muito ruim para a Previ. As ações da Vale caíram para 42,00, as da Petrobrás para 24,00, as do BB para 45,00.  Estrangeiros saindo da bolsa em disparada. Indícios de pânico.  

    - Doutor Medeiros, colegas de chat,

    Classificamos o fragmento de texto acima como representativo de algo como o "PREÇO", não como o "VALOR". Neste sentido, "colamos" no blog TERCEIRA VIA, o seguinte:

    "TEXTO C.10.

    Na tentativa de demonstrar que as ações de “eToys” tinham um “preço” e um “valor” selecionamos duas assertivas do fragmento de texto antes mencionado, conforme se segue:

    •[...] Apesar destes dados, no final de 1999, eToys foi avaliada na Bolsa de Valores em 1/3 a mais do que a gigante de brinquedos dos EUA!

    •[...] Os anos seguintes provaram que ambos esses dois julgamentos eram igualmente errôneos. eToys declarou falência em março de 2001, com suas ações valendo apenas alguns centavos, ao passo que Toys “R” Us firmou parceria com a Amazon para desenvolver com sucesso seu negócio online.

    O primeiro fragmento de texto acima vamos classificar como sendo representativo do “preço”. Neste sentido, pensamos que tal fragmento de texto se encaixa em certo conceito encontrado na literatura técnica que vimos no início do presente item, conforme a seguir relembramos:

    [...] os ativos crescem sem qualquer conexão física com a economia real e a diferença pode tornar-se POTENCIALMENTE INFINITA. (45)

    Por outro lado, pensamos que o segundo fragmento de texto se ajusta ao conceito de “valor”. Neste sentido, tal fragmento de texto se equipara ao seguinte aforismo encontrado na literatura técnica:

    “Price is what you pay. Value is what you get!” (24) "

    - Logo, enfatizamos mais uma vez, que o fundo PREVI deve ter uma política de alienar todas as ações de "grande liquidez"* atualmente em carteira (Agosto / 2019) sob pena de enormes prejuízos para uma comunidade de aproximadamente um milhão de pessoas.

    Trader anônimo

    *Vale, Petrobras, etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Trader Anônimo,

      A sua exposição é bem técnica.
      Considero que deva ser encaminhada para a administração da PREVI.

      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
    2. Sugiro enviar ! Não sou associado do Previ

      Excluir
  12. Amigo,

    Veja o e-mail que recebi. Temos de abrir os olhos. A esquerda derrotada está desesperada e é capaz de fazer tudo para desmoralizar o país, o presidente e jogar todos em uma crise completa. Concordo que o Bolsonaro é inábil e que até deveria ser deposto mas o intuito dessa gente é colocar fogo no país:



    Eu não queria estar de novo me manifestando a respeito do caso CASSI. Não assinei o dito abaixo assinado que parece não ter impressionado os colegas, uma vez que teve um número inexpressivo de adesões. Assinei a Ação Declaratória por achar válida. Vejo , agora, essa mensagem instando a necessidade de envolver o MP na questão o que é a síntese do abaixo assinado.. Li a nota do Almeida que é mais um esclarecimento. Porém, vamos parar com esse clima de falar em terrorismo por parte dos dirigentes da Cassi. Isso é conversa de sindicalista em época de eleição. Apesar de idoso não me atemorizo facilmente. Também não acredito em ¨trator¨ assassino. Menos minha gente, menos! JC Brandão



    De: REDE-SOS@yahoogrupos.com.br
    Enviada em: quarta-feira, 28 de agosto de 2019 13:57
    Para: REDE-SOS@yahoogrupos.com.br
    Assunto: Re: [REDE-SOS] Cassi





    Parabéns ao colega Almeida. O documento é mais uma evidência que há laço umbilical entre BB & CASSI e o suposto rompimento, ameaçado pelos arautos da catástrofe, terá custos inesperados para ambas as partes. A verdade está surgindo, com atrasado, mas será sempre a Verdade. A cada dia se faz mais clara a necessidade de envolver o Ministério Público e a Justiça para obstar o 'trator' que querem passar por sobre os aposentados. Não se deixem atemorizar! Abraços sergio castro



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo,

      Realmente existe uma campanha orquestrada para desmoralizar o governo e prejudicar o país.
      E essa técnica envolve o terror midiático.
      É mais um desafio contra a reconstrução do país.

      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
  13. Amigo,

    O senhor diz que a AAFBB tem tomado medidas para revitalizar a Sede campestre de Xerém.
    Criar uma suite nupcial? Isso é doidice. Aí teria de ter um atendimento a la carte de alto padrão, ofurô, sauna seca e a vapor, telão, etc. Isso hotéis de boa e media categoria oferecem para casais em lua de mel. Fazer isso em Xerém? Isso é doidice.
    Em um comentário se disse que foram contratados administradores da área hoteleira. É uma boa providência para parar com essas improvisações e doidices.

    ResponderExcluir
  14. Caro Anônimo,

    Em parte apoio suas palavras. Mas essa ideia de suite nupcial foi apenas uma ideia... A AAFBB já noticiou que essa ideia está suspensa, pelo menos por enquanto...
    A iniciativa de contratar dois profissionais da área hoteleira foi uma boa medida.
    Muitas mudanças já estão sendo feitas como noticiou a Presidente Loreni de Senger.
    Acho que deveria haver um contato mais estreito com o corpo de associados para discutir medidas saneadoras e as reais razões da crise que se abate sobre Xerém.
    Afinal de contas são os associados que pagam Xerém e o tutu anda escasso para todos.
    Um assunto que ainda não tive condições de abordar por completo é o transporte de associados de vans para Xerém. Esse transporte é barato.
    O problema é a volta de Xerém, quando as vans deixam os associados na porta da sede da AAFBB no centro da cidade.
    Aos domingos, aquela área é perigosa, deserta e fica com mendigos e desocupados. Os táxis e carros de aluguel (urbe) cobram alto para ir lá.
    Fica a informação sobre mais uma coisinha para resolver.

    Abraços

    Adaí Rosembak

    ResponderExcluir
  15. Caro Amigo,

    Esse assunto de Xerém é coisa antiga. Entra administração e sai administração e nada muda. Muito blá-blá-blá e o déficit continua. O que vejo é muito pitaco de gente que não tem o mínimo conhecimento e hotelaria. É o caso dessa tal de suite nupcial. Quando me falaram nem acreditei. Vamos ver se esses administradores que atuaram na área hoteleira vão trazer boas novidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo,

      Xerém de fato tem problemas difíceis de resolver.
      Mas os dirigentes da AAFBB estão tomando medidas efetivas para solucionar os problemas.
      Uma série de providências estão sendo tomadas nesse sentido.
      Considero que a contratação de dois administradores egressos da área hoteleira é uma excelente medida.
      Agora temos de esperar e ter paciência para essas medidas darem resultado.

      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
  16. Amigo,

    Pelo que li no seu artigo, deu para deduzir que o assunto CASSI ficou em segundo plano devido à falta de quórum nas últimas eleições. O problema fundamental que atinge a AAFBB continua a ser o déficit de Xerém.
    E não se enxergam soluções efetivas, só improvisações.
    Essa ideia de suite nupcial, como citado em comentários em seu blog, e em conversas com associados, é um exemplo do amadorismo como o assunto vem sendo tratado.
    A iniciativa de contratar dois profissionais da área hoteleira é boa.
    Mas a margem de manobra em Xerém é pequena.
    É esperar para ver se sai coelho dessa cartola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo,

      Em relação à CASSI, e depois da última votação que foi invalidada por falta de quórum, só nos resta esperar pelos resultados dos novos entendimentos que estão se processando.
      Quanto à AAFBB, eles contrataram dois administradores egressos da área hoteleira.
      São profissionais experientes no ramo.
      Vamos dar um crédito e esperar pelos resultados de providências que estão sendo tomadas.

      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
  17. Amigo,

    Notícias boas de seu artigo foram os seguros.
    Gostei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo,

      As notícias sobre seguros foram boas.
      As que não foram boas a gente faz ficar boas.
      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
  18. Essa polêmica de Xerém conhecemos há anos.
    A saídar é passar para a frente.
    Como a PREVI fez com Costa do Sauípe.
    Não dá para segurar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo,

      Parece simples mas não é.
      Xerém é uma concessão governamental que me parece passou do âmbito estadual (ou federal) para municipal.
      Isso tem de ser averiguado com cuidado antes de se tomar qualquer iniciativa a respeito da matéria.
      O advogado da AAFBB está dando andamento a isso.
      Até lá não é possível tomar uma decisão segura nessa área.

      Abraços

      Adaí Rosembak

      Excluir
  19. Prezado Doutor Adaí Rozembak, colegas de chat,

    Logramos colar nos comentários do TERCEIRA VIA (blog do Professor Ari), os seguintes fragmentos de texto:

    II.1.Primeiros indícios de que o único objetivo do hodierno capitalismo bursátil é a transferência de riquezas: o surgimento de extravagantes cotações durante longos períodos de tempo (TEXTOS H.1. - H.11.)

    II.2. O verdadeiro “fundamento” da Bolsa de Valores é a exploração dos trabalhadores (TEXTOS I.1 - I.12)

    Trader anônimo

    P.S. : Sugerimos à leitura e discussão dos TEXTOS acima, pois se trata de assunto de extremo interesse dos associados do Fundo Previ, Fundo que têm grande parte de suas reservas técnicas aplicadas em títulos de "GRANDE LIQUIDEZ".

    ResponderExcluir